Final de Bioshock Infinite [SPOILER]

Gênero First Person Shooter.

Final de Bioshock Infinite [SPOILER]

Mensagempor MCDERY » 05/03/2014 23:52

Último aviso,este tópico contém spoilers sobre o final do jogo Bioshock Infinite,logo sem reclamações depois.Esse final de semana me dediquei a jogar Bioshock Infinite,consegui zerar rapidamente e me deparei com um final bem "mind blowing". Recorri a algumas teorias em sites para poder me organizar e entender melhor aquilo,e depois de um dia consegui encaixar quase todas as peças do quebra-cabeça,tendo inclusive que criar a minha própria teoria para uma pequena "falha",digamos assim. Não pretendo narrar o jogo todo,pois acredito que quem está lendo até aqui já o tenha zerado. Irei fazer parágrafos para uma leitura mais fácil. Comentem e deem sua opinião ou teoria se tiverem. Ficou grande,mas tava sem nada pra fazer e queria deixar ela por escrito também para não esquecer então,é isso.

Bem,na visão do jogador,você é Booker DeWitt,um endividado que recebe uma proposta:"Nos traga a garota e quite sua dívida". Entretanto,ao longo da história você percebe que não é tão simples assim.

Agora,pulando para os momentos finais,que é onde a metralhadora das revelações entra em ação.Ao matar Comstock,e liberar Elizabeth do controle do Sifão,você é levado para Rapture,onde a presencia a "morte" de Songbird (triste :cry:).

Elizabeth então,diz para você segui-la,e te leva através da Batisfera para o farol,onde tudo começou.

Ao entrar,você se depara com centenas (se não milhares) de faróis,e Elizabeth explicando que são todos portas (ou fendas,como dito no jogo) para outras realidades.

Entrando em outro farol,você é levado novamente a um oceano,repleto de faróis,entretanto mais "envelhecidos",e também se depara com outras versões de você e de Elizabeth.

Depois de te mostrar que você foi quem a vendeu para Comstock, Elizabeth te leva ao momento em que você é levado para o universo de Comstock (um deles).

Na viagem de barco,descobre que os então desconhecidos eram na verdade os irmão Lutece.

Ao chegar no farol,Booker decide por matar Comstock quando ainda é um bebê,afim de evitar todo o sofrimento que causou as Elizabeth's.

***Quando digo "as Elizabeth's" é porque ela explica pra ele que,apesar dele (Comstock) estar morto naquela realidade,ele está vivo em milhares de outras,então para livrar todas as versões dela do sofrimento,é necessário matá-lo no começo de tudo***

Ao decidir por isso,você é levado para o momento do seu batismo,e aí descobre a verdade.

Bem,agora irei explicar como interpretei tudo.

Booker DeWitt,após participar na guerra de Wounded Knee,onde matou centenas de índios inocentes e dos serviços prestados aos Pinkertons,é atormentado pelos seus pecados e decide se redimir,através de um batismo.

Após o batismo,ele renasce como um novo homem,como Zachary Comstock.

Entretanto,sua mente ao invés de se perdoar pelo que fez,acaba adotando uma ideologia racista,afim de "amenizar" os seus atos cruéis.

Ele passa a acreditar que índios,chineses e negros não são dignos de perdão e com esse pensamento,não pesa em sua consciência os crimes que ele cometeu,principalmente na guerra de Wounded.

Logo se torna rico e conhece uma física,Rosalind Lutece,que o ajuda a fundar Columbia,uma cidade que Comstock espera manter livre dos considerados impuros,e que graças a ajuda dela,consegue se manter flutuando nos céus.

Graças aos experimentos de Rosalind, Comstock consegue viajar através de fendas para outras realidades,algumas cujo o ano está mais avançado,o que dá a ele,uma ideia de futuro da sua própria realidade.

*Em uma dessas viagens,Rosalind se depara com uma realidade em que ela nasceu homem,e resolve trazê-lo para a sua realidade,nomeando-o como seu irmão.Agora,entra na história Robert Lutece.

**Graças à essas viagens,Comstock ficou estéril e também envelheceu mais rápido.

Com esse poder em mãos,Comstock passa a ser chamado de O Profeta.

Em uma das viagens também,ele vê uma filha sua,governando Columbia e atacando NY,e passa a desejar um filha para si.

Graças aos experimentos,ele e Robert vão até uma realidade onde Booker não aceitou o batismo,e devido ao seu passado,se afundou em jogos e bebidas,ficando também com muitas dívidas.

Robert então propõe uma troca,a filha dele pela quitação das dívidas.

*Sua filha se chama Anna

Booker reluta,mas enfim aceita.Logo depois tenta romper o acordo,e em uma disputa com Comstock,ele não consegue evitar que sua filha seja levada através de uma fendha,para a realidade de Comstock.

Ao se fechar,a fendha acaba decepando uma parte do dedo da menina,e essa é até então a explicação para os seus poderes.

Comstock ao perceber os poderes da "filha",resolve trancá-la numa torre que drena seus poderes,para que ela não fuja.

Ao longo do tempo,os irmão Lutece percebem as crueldades que Comstock vem fazendo,e para tentar detê-lo,resolvem buscar o mesmo Booker que vendeu a filha,e trazê-lo para a realidade deles.

*Nessa teoria,os irmão Lutece continuaram trazendo Booker's de diferentes realidades,até que algum pudesse completar a tarefa.Sim,muitos morreram,para ser exato 122,logo você é o 123º Booker,o que consegue completar a tarefa.

Comstock tenta matar os irmão,sabotando a máquina das fendas,mas no acidente eles acabam se tornando seres que conseguem se mover livremente entre as milhares de realidades existentes.

Então,só para situar as coisas,você controla um Booker,em outro universo,que não se lembra de ter vendido a filha,e acha que sua missão é resgatar uma garota qualquer.

Bem,agora na parte final,onde Elizabeth te leva até a realidade onde os irmão Lutece estão te carregando pelo barco,você percebe o porque de não se lembrar de nada.

De acordo com Robert,ao entrar em uma nova realidade,sua mente irá resgatar algumas memórias da antiga realidade,e formar coisas que não existem nessa realidade que você entrou,ou seja,não há garota e nem dívida no momento que você começa a jogar,pois nesse momento que você começa a jogar,você já está fora da sua realidade original.Quando você começa a jogar,seu único objetivo seria reencontrar a filha,mas você não se lembra,e sua mente cria esse falso objetivo de:"Traga-nos a garota e quite sua dívida".

Ao decidir matar Comstock quando bebê,e voltar ao momento do batismo,Booker percebe que ele é Comstock. E também é possível perceber a presença de outras Elizabeth's,que no final o matam afogado,na verdade isso foi mais para um final melhor,porque todos sabem que o Booker mesmo se deixa morrer,afim de livrar todas as Elizabeth's de seus sofrimentos,afim de livrar as realidades de outros Comstocks.

É,mas não para por aí,agora vem aquelas falhas.

Falha 1 -> Até então,você estava controlando o Booker que matou Comstock,o Booker que não aceitou o batismo,logo,se esse Booker morresse não iria interferia na existência de outros Comstock's.

Falha 2 -> Por que existem várias Elizabeth's nessa parte,e só um Booker?

E então,eu decidi criar uma teoria complementar.

Elizabeth fala que vê através de todas as portas,e todas dão no mesmo destino."Nadamos em oceanos diferentes,mas sempre acabamos na mesma praia"

Logo,conclui-se que todas as Elizabeth's estavam tentando fazer a mesma coisa em suas realidades,mostrar a Booker a verdade e se livrar de Comstock definitivamente.

Com isso,dá para entender o porque de existirem muitas Elizabeth's na parte final,mas ainda sim,a falha 2 persiste,e eu a explico da seguinte maneira.

Todos os Booker's levados até a cena do batismo se transformaram em um só,pelo simples fato de que não havia diferenças entre eles,todos ali tinham o mesmo objetivo,matar Comstock,todos ali tinham a mesma praia para chegar,só que nadaram por oceanos diferentes.

E a explicação para que isso não tenha ocorrido com Elizabeth,é que ela possui o poder de abrir fendas,e não pode ser "fundida" a um único ser.

Fica meio vaga essa teoria,confesso,mas é a úncia que pude elaborar nesse tempo de jogo.Dessa forma é de se compreender que matar Booker resolveria o problema de todas as realidades.

Mas aí,o jogo nos traz uma cena pós créditos,em que Booker aparece no seu escritório,é 8 de Outubro de 1893,você o controla,abre a porta do quarto,ele chama por Anna,você vê um berço...fim.
MCDERY
Difficulty: Medium
Difficulty: Medium
 
Mensagens: 145
Registrado em: 06/07/2010 22:31
Agradeceu: 0 vez
Foi agradecido: 26 vezes

Re: Final de Bioshock Infinite [SPOILER]

Mensagempor evandro gta 2 » 26/02/2015 23:11

Sei que o Post é bem antigo mas vou tentar te responder,
sobre a falha 1-voce até tem razao até certa parte,porem o que voce nao considerou foi que Todas as realidades envolvendo comstock,foi devido a escolha de booker em aceitar o batismo,logo,se ele morresse,seria impossivel comstock ser "criado".o booker que estamos jogando seria como o "marco zero" de toda a realidade,Tudo começou com ele,e tudo vai terminar com ele.em relaçao a ele ser o numero 123°,imagine que essa realidade do game seja como um tunel em forma de circulo em que um carro fica dando voltas e voltas infinitamente (booker tentando matar comstock,e eventualmente falhando) ,construa um "muro"(mate comstock) no meio do tunel,e o carro nunca mais conseguira passar,acabando assim com aquele ciclo infinito,sacou ? nao importa qual booker estejamos jogando,faça ele matar o comstock e logo em seguida se matar antes do batismo,que ja quebraria toda a realidade envolvendo "ambos".
Falha 2-Simples,todos os outros booker's falharam,e se voce reparar bem,cada elizabeth presente,é vista em um momento da historia,o que leva a crer que sao de realidades diferentes,tipo,cada booker,deve ter falhado em uma parte,e a elizabeth dessa parte,voutou até o momento do batismo,e isso sequencialmente (mas me deixa uma duvida entao,porque nao tem 123 elizabeth's entao ? kkk) meio complicado o final,mas pelo menos foi assim que eu entendi !!
evandro gta 2
Difficulty: Hard
Difficulty: Hard
 
Mensagens: 250
Registrado em: 26/09/2010 19:16
Localização: sao paulo hortolandia
Agradeceu: 0 vez
Foi agradecido: 3 vezes


Voltar para FPS

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

Página Inicial | Equipe | Termos de Uso | Fórum | Chat