[phpBB Debug] PHP Warning: in file /home/cgame/public_html/incs/print.inc.php on line 372: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable
Age of Mythology - Cadê o Game - História (The Titãns)

 » Age of Mythology » História (The Titãns)

História (The Titãns)

06/02/2010 às 23:05 | 6243 visualizações

100% 0%
Após, em Age of Mythology, Arkantos derrotar com a ajuda dos outros heróis da campanha Gargarensis e impedindo que Cronos voltasse ao mundo terreno e dele tomasse posse junto aos outros titãs, Atena o imortaliza e lhe dá poderes de um Deus. Como a esta altura da história, Atlântida encontrava-se quase submersa no Atlântico, Castor e os atlantes que sobreviveram à "Queda do Tridente" movem-se para as terras nórdicas: frias, escassas de recursos e selvagens. Como na primeira campanha do game, Cronos ainda quer ser libertado do Tártaro. Para tentar concretizar essa sua liberdade, ele envia aos atlantes um falso Teocrata (Crios, que vem a se tornar Kronny), que os faz, através de passagens celestes, invadirem terras sagradas do deus Urano, vizinhas a uma colônia grega. Os gregos se revoltam e atacam os atlantes. Em resposta, Castor e seus homens invadem a Grécia e derrotam o General Melagius. Mas esse general chama a seus aliados egípcios e nórdicos. Como Castor teme perder a batalha contra esses aliados, usa novamente passagens celestes para atacar terras nórdicas (enfraquecendo o deus Odin, ao destruírem seu poderio) e roubar relíquias sagradas das terras egípcias. Usando uma passagem celeste que segundo Crios (enviado secreto de Cronos) dava nas terras gregas, Castor e os atlantes foram parar no Monte Olimpo. Como não puderam voltar pela passagem, Castor teve que esperar reforços, para derrotar os exércitos sagrados do Monte Olimpo e atingir o seu pico (atitude esta, que pela lenda, era impossível de se concretizar). Sendo ele um mortal a atingir o pico do Monte Olimpo, os deuses Olímpicos se enfraquecem. Quando Castor consegue sair do Monte Olimpo, se vê de volta às terras que dominara dos gregos no início da campanha. Lá, ele testemunha a presença de um titã, Prometeus, que destruía a cidade atlante. Os atlantes tentam matar Castor, mas este é salvo pela Rainha Amanra (que fora avisada por Arkantos da traição que Castor sofreu) e por Ajax. Arkantos aparece para os três e fala que com o enfraquecimento dos deuses Olímpicos e dos deuses maiores egípcios e nórdicos, os titãs ganharam força, sendo que alguns deles se libertaram nas terras gregas (o titã Prometeus), egípcias (o titã Cérbero) e nórdicas (o titã Ymir - líder dos gigantes de gelo). Castor, Ajax e Amanra vão ao Egito e matam o Cérbero com a ajuda do Guardião que é libertado (acordado) pelo Filho de Osíris; vão às terras nórdicas e matam Ymir com a ajuda do rei Folstag (que em "Queda do Tridente" era um gigante inimigo dos nórdicos); e finalmente às terras gregas, conseguindo enfraquecer Prometeus (que quanto mais destrói mais forte fica) com a ajuda da Titã da Terra Gaia (que curou a destruição do titã) e derrotá-lo. Mais consciente e maduro, Castor, junto de Ajax, Amanra e do exército atlante, vão à então nova Atlântida (numa ex-colônia grega) e à Cidadela de Crios (cercada por Autômatos). Os heróis salvam o povo atlante dos autômatos, destroem a Cidadela de Crios e guarnecem sua passagem celeste. Dessa passagem, emergem na antiga Atlântida, quase submersa, próxima à Península Ibérica. Crios os surpreende, destruindo a passagem e anunciando a volta de Cronos, que tenta destruir o portão do Tártaro que o guarda. Os heróis tentam sobreviver invocando Gaia através das suas árvores da invocação. Antes de Gaia surgir e Cronos se libertar, reforços pelo mar do Egito, da Grécia e das terras Nórdicas chegam, para ajudar na batalha contra Cronos. O Rei dos Titãs estoura os portões para o tártaro localizado nas terras atlantes antes de Gaia aparecer, e tenta destruir as árvores dela para que não seja invocada. Mas como o bem sempre deve vencer, Gaia surge antes das árvores serem destruídas, e como ela é a mãe de Cronos, adquire poder para derrotá-lo, devolvendo-o ao fogo do Tártaro e fazendo um túmulo de flores, árvores e grama sobre o portão de Atlântida. Desta forma, os atlantes, desamparados, não têm como voltar às suas novas terras. Mas Arkantos aparece e concede a Castor o Cajado de Atlântida. Ali mesmo, naquelas terras quase que submersas, os atlantes planejam construir uma Nova Atlântida, e começam a reconstruí-la.

Inserido por: BunaO 

Comentários & Opiniões

Avaliação:

3 avaliações até o momento.

Positiva 100%
 
Negativa 0%
 
Quem já avaliou: BunaO   vitors   CPTNOMAD

Comentário por vitors (REGISTERED)

e o melhor jogo de estrategia que eu joguei!

enviado em 15/05/2011 às 13:17

Atenção! Somente usuários registrados poderão fazer comentários e avaliar o conteúdo, não perca tempo e cadastre-se. Caso você já seja cadastrado, clique aqui para entrar.

Entrar no Meu CG

Estatísticas

Usuários Registrados: 29979

Visitantes Online: 19

Usuários Online: 2

Total Online: 21

Usuários Online

Página Inicial | Equipe | Termos de Uso | Fórum | Chat

Criação de Sites e Desenvolvimento de Sistemas Web e Cloud em Pelotas/RS