» Cadê o Game » Notícias » Games » Análise: Resident Evil 6

Análise: Resident Evil 6

07/12/2012 às 23:40 | 1112 visualizações

100% 0%
Plataformas: PlayStation 3 e Xbox 360 (por enquanto).

http://lockgamer.files.wordpress.com/2012/09/re6-wallpaper-resident-evil-6-31332384-1024-768-e1347756070764.jpg?w=630&h=374


História

Apesar do desgosto de certo fãs da série, Resident Evil 6 é totalmente focado na ação e é dividido em 4 campanhas, sendo a do Leon a que contém menos ação, mais puzzles e sustos. Cada campanha tem sua própria história, mas existem certas partes onde os personagens se encontram, permitindo ao jogador ver "diferentes visões de uma mesma crise".

Campanha do Leon

As campanhas são em duplas e a companhia de Leon é nada mais e nada menos que Helena Harper, uma agente do serviço secreto norte-americano. A parceria entre Leon e Helena acontece de forma peculiar: o presidente acaba se transformando em um zumbi atacando-a, Leon acaba salvando ela atirando no presidente.

Sentindo-se culpada pelo presidente ela admite ao Leon que ela "mais ou menos" teve culpa pelo que aconteceu. Então ela simplesmente pede a ajuda dele para chegar à uma igreja para contar-lhe um segredo.

Campanha do Chris

Após um "acidente" na Europa, Chris acaba perdendo a memória indo até um bar se embebedando para não se lembrar (isso mesmo, para NÃO se lembrar).

Piers Nivans, um de seus soldados, o encontra e tenta motivá-lo a voltar para a BSAA (um grupo de soldados que luta contra Armas Biológicas), à partir daí ela vai para a China para descobrir a verdade por trás do novo vírus, chamado de C-Vírus.

Campanha do Jake

Diferente dos outros dois (Leon e Chris) que são veteranos nessa história de matar zumbis, Jake é completamente novo na série e ralar muito para ganhar fãs, apesar de ter ganho alguns nesse jogo.

Jake é a única pessoa do mundo imune ao C-Vírus, pois possui anti-corpos, ou seja, ele se tronou um alvo tanto das pessoas que querem impedir um desastre global quanto dos vilões que desejam usar os anti-corpos dele para criar um vírus mais potente.

Campanha da Ada

Apesar de ter uma visão completamente diferente dos outros personagens e motivações diferentes, a sua campanha dá um entendimento maior sobre essa crise. A sua relação com o Leon é bem difícil de se entender.

Ada Wong tem uma gêmea do má e sua função é descobrir suas motivações e sua origem, simples assim. Dessa forma, ela é levada a vário lugares pelo mundo desde a China para os EUA.

http://s.glbimg.com/po/tt/f/original/2012/10/04/residentevil645vendas.jpg


Jogabilidade

Campanha do Leon

Assim como prometido pela Capcom, a campanha do Leon é a que contém mais puzzles e sustos, apesar de não ser exatamente Survival Horror (o que desagradou inúmeros fãs).

Apesar de não ser survival horror, é bem difícil se manter vivo durante o jogo, pois a munição é excassa e os inimigos são bem fortinhos pra um bando de zumbis. O motivo pelo qual eles são tão rápidos e fortes é, segundo a Capcom, a injeção de outro tipo de vírus que não o T-Vírus.

Os zumbi saltam uns 5 metros em direção a você e correm na sua direção como loucos carregando machados, explosivos, garrafas de uísque e até mesmo armas (que são de soldados infectados), sendo que raramente você é acertado por elas.

Um dos maiores clichês do jogo é o fato de só o Leon e a Helena ficarem vivos no final, apesar de várias pessoas os terem ajudado. Sério isso, Capcom? Você não podia deixar alguns soldados ou pessoas vivas? Todas tinham que morrer?

Tirando os clichês e a velocidade pela qual os zumbis vão em sua direção a sua campanha está excelente, não possuindo nenhuma falha e cumprindo as metas da Capcom.

Campanha do Chris

Simplesmente sua campanha é correr, atirar e explodir, na melhor maneira militar, sem perguntas. A munição em sua campanha não é tão excassa quanto a campanha do Leon, mas é bem chatinha de conseguir.

Os inimigos são bem diferentes, sendo eles chamados de j'avos (mutações criadas à partir do C-Vírus). Eles não perdem a sanidade, como o que acontece aos zumbis, por isso utilizam explosivos, metralhadoras, snipers e até mesmo RPG's/lança-mísseis.

Caso acabe a sua munição, não fique preocupado, é só chegar na porrada contra os j'avos que são destruídos pelos músculos de Chris Redfield (que mais parece um lutador de MMA depois de passar meses em um bar bebendo, certo, isso não fez sentido nenhum).

Campanha do Jake

Por ele ser novo no pedaço a Capcom deixou uma das melhores habilidades com ele, a capacidade de lutar sem armas. Não se preocupe caso a munição acabe, "equipe" o modo Kung Fu e destrua as cabeças dos j'avos com socos e pontapés.

Jake é simplesmente "o cara", por isso é mais lógico as fases de sua campanha serem as mais difíceis, por exemplo: encarar um tanque de guerra, enfrentar (o que muitos dizem) ser o filho de Nêmesis, chamado de Ustanak, entre outras coisas bizarras.

Assim como Nêmesis perseguia a indefesa Jill em RE 3, agora é a vez de Jake ser perseguido por um monstro imortal, chamado de Ustanak. Praticamente em todas as fases de sua campanha ele aparece tentando te matar.

Campanha da Ada

Sua campanha não difere tanto das outras, pois é mais focada na história e não na jogabilidade. A única coisa nova é um Crossbow, que é bem irado de se jogar mas nada além disso.

Gráficos

Há de se admitir que a Capcom caprichou nos detalhes de cada personagem, inclusive nas suas vestimentas e nos músculos de Chris e de Piers. Outro capricho da Capcom é Ada Wong, que está muito mais bonita que em RE 4, além disso existe a Sherry e a Helena que dão um toque feminino nessa história toda.

Os cenários são bem feitos e as explosões são bem detalhadas, principalmente na campanha do Chris. Dá pra se ver todo o investimento da Capcom nesse jogo e o esforço de todos os produtores para deixá-lo muito bom.

Trilha sonora

Diferente das outras campanhas, a trilha sonora da campanha do Leon é bem lenta, isso quando não se está um silêncio absoluto, fornecendo uma certa tensão aos jogadores.

Os sons das explosões da campanha de Chris são perfeitas e o som das suas pancadas nos j'avos são bem compensadoras, assim como na campanha do Jake. Você vai adorar o som das cabeças de j'avos sendo destruídas pelas mãos de Jake, Chris ou, até mesmo, de Leon.

Multiplayer

Esse é um dos grandes diferenciais desse jogo para os outros RE's, o Multiplayer pode ser ativado durante as campanhas, ou seja, seu amigo vai estar te ajudando, ou atrapalhando, você para zerar o jogo. Assim como podem se conectar com você para serem seus parceiros, podem também se conectar para serem um dos zumbis que tentam matá-lo.

Segundo os produtores, essa é uma oportunidade de juntar vários jogadores criando novas amizades e se divertindo enquanto zera o jogo. Isso, com certeza, é um ponto positivo em RE 6 e na boa jogada da Capcom.

http://img.youtube.com/vi/v6-LS9suYFA/maxresdefault.jpg


Espero que gostem,

Falows

Créditos: LuFe 

Inserido por: LuFe 

Comentários & Opiniões

Avaliação:

5 avaliações até o momento.

Positiva 100%
 
Negativa 0%
 
Quem já avaliou: Kazi   Marceloitac12   Herobrine+100   379Felipe   LuFe

Comentário por italo12 (REGISTERED)

um carinha tinha postado isso antes e foi reprovado

enviado em 15/12/2012 às 11:16

Comentário por Herobrine+100 (REGISTERED)

eu achei essa ideia do multplyer muito legal,ser um zumbi ou um humano.muito fera!

enviado em 10/12/2012 às 15:54

Atenção! Somente usuários registrados poderão fazer comentários e avaliar o conteúdo, não perca tempo e cadastre-se. Caso você já seja cadastrado, clique aqui para entrar.

Entrar no Meu CG

Estatísticas

Usuários Registrados: 27392

Visitantes Online: 42

Usuários Online: 0

Total Online: 42

Usuários Online

Página Inicial | Equipe | Termos de Uso | Fórum | Chat